Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Aneroxia e Bulimia

Todos nós comemos, não só porque necessitamos de o fazer, como também porque nos dá prazer. No entanto, como em qualquer comportamento humano, o modo de nos alimentarmos varia gradualmente de pessoa par pessoa. Algumas pessoas comem mais, outras menos; algumas engordam com facilidade, outras não. Mas algumas pessoas chegam ao extremo de se magoarem a si mesmas, comendo em excesso ou restringindo a sua alimentação de uma forma abusiva. Nestes casos, podemos falar, respectivamente, de bulimia nervosa e anorexia nervosa.

            Embora seja aparentemente fácil distinguir estas duas perturbações alimentares, as pessoas sofrem das mesmas, por vezes, tem sintomas comuns, acontecendo frequentemente a bulimia desenvolver-se depois de um período de meses ou anos de sintomas anorécticos.

            As mulheres sofrem destas perturbações dez vezes mais do que os homens pelo que ao longo deste texto nos referimos sobretudo as pessoas do sexo feminino. No entanto, também os homens devem ler este documento com atenção e procuram a ajuda que se acharem conveniente. Muitas vezes, estas perturbações alimentares tem início na adolescência, enquanto os jovens ainda estão em casa. O apoio dos pais será essencial para o processo terapêutico seja bem sucedido.

 

Sintomas da anorexia

Medo de engordar; restrição da alimentação; perda excessiva de peso; pratica excessiva de exercício; os períodos menstruais tornam-se irregulares ou mesmo inexistentes;

 

            Anorexia habitualmente tem início na adolescência, apesar de poder ter início no período anterior na infância, ou superior, aos 30 – 40 anos de idade. Pensasse que as raparigas oriundas de meios socio-económicos-culturais mais elevados e diferenciados tem uma maior incidência nesta perturbação, mas também as restantes podem vir a sofrer da mesma. Com frequência, outros membros da família já tiveram sintomas idênticos. Quase sempre, a anorexia tem início nas vulgares directas que as adolescentes fazem. Cerca de 1/3 das pacientes com anorexia tinha peso a mais antes de iniciar tais dietas. No entanto, ao contrário das “dietas comuns”, que terminam quando o peso desejado é alcançado, na anorexia e dieta e a perca de peso subsistem até que a pessoa atinge níveis de peso muito inferiores a esperados para a sua idade. A quantidade ínfima que é de calorias que soa ingeridas; a restrição cada vez mais acentuada de alimentos até ao ponto de só serem ingeridas saladas, fruta ou vegetais; a prática vigorosa de exercício físico e a tomada de comprimidos dietéticos, devem ser vistas como sintomas claros de uma possível anorexia nervosa.

            Embora o termo “anorexia” signifique “perda de apetite”, o que se passa na realidade é que a pessoa anorexia mantêm o seu apetite normal mas controla drasticamente o mesmo. Com o decorrer do tempo, a anoréctica pode começar a sofrer sintomas opostos, próprios da bulimia e tentara, para eliminar aquilo que ingeriu tomar laxantes ou provocar o vómito do modo a controlar o peso. Ao contrário das pessoas que sofrem de bulimia nervosa “pura”, nas anorécticas o peso continuara a ser muito baixo.


publicado por 9/H às 22:41
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Marco de Canaveses

. Prostituicao

. Aneroxia e Bulimia

. Violencia Escolar

. Tabaco,Alcool e drogas

. Gravidez e Aborto na adol...

. Droga

. Eutanasia

. Turma

.arquivos

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds